6 razões para visitar o Douro

with Sem comentários

Vale do Douro

Créditos – Douro – Rui Videira

6 razões para visitar a região do Douro

Rio. Paisagem. Vinhos. Gastronomia. Porto. Cultura e Lazer.
Estas são as razões para fazer as malas e viajar para o Douro, Património Mundial.  À sua espera tem um Solar belíssimo à sua espera para uns dias de férias.
Venha visitar este magnífico destino de férias no Norte de Portugal.

Créditos – Rui Videira

Rio Douro

O Douro continua a surpreender a quem o contempla. Mediante a estação do ano, as suas variadas cores alteram a paisagem, transformando o rio, de cada vez que olhamos para ele.

A melhor maneira de compreender o rio é navegá-lo!

São muitas as opções. Difícil é escolher entre as várias possibilidades de passeios: desde um barco à vela, ou comboio ou simplesmente uma viagem no seu próprio carro.

Paisagem

Sugerimos um passeio com guia privativo que lhe permite a observação das maravilhosas encostas do Douro, com cenários de cortar a respiração.
Se preferir uma abordagem mais próxima ao rio, porque não um passeio em comboio histórico? Do Pinhão ao Tua, muitas são as oportunidades de captar imagens deslumbrantes, numa viagem única ao passado.

 

Créditos – Ferreira Cellars

Vinhos

Considerada a região demarcada mais antiga do mundo, a região do Douro tornou-se famosa graças à produção de um vinho fortificado de características únicas – o Vinho do Porto. A partir de 1756, altura em que a região do Douro começou a produzir vinhos de elevada qualidade, a paisagem foi transformada num belo vale esculpido em socalcos que actualmente merece a classificação de Património da Humanidade pela UNESCO.

Com o decorrer dos anos, o terreno acidentado e os montes escarpados que outrora pareciam de cultivo impossível foram modelados pela mão humana numa impressionante escadaria coberta de vinhedos. São estes socalcos que fazem do Douro uma região tão especial e estão na origem do seu reconhecimento como Património Mundial.

O rio Douro e os afluentes que serpenteiam pela região, bem como as serras do Marão e de Montemuro, que a protegem dos ventos, criam as condições ideais para a produção de uvas suculentas.

A abundância de castas no Douro é notável, e algumas das videiras mais antigas permitem produzir vinhos com uma estrutura e complexidade únicas. As principais castas usadas na região do Douro incluem a Touriga Franca, a Touriga Nacional, a Tinta Barroca, a Tinto Cão e a Tinta Roriz. Além do vinho do Porto, os vinhedos do Douro produzem também deliciosos vinhos de qualidade brancos e tintos.

Por https://www.portugal-live.net/

Créditos – https://boacamaboamesa.expresso.pt/ – Ana Fonseca

Gastronomia

A região do Douro é conhecida pelas suas maravilhosas paisagens naturais e, claro, pelo Vinho do Porto que já se tornou um ícone mundial para enólogos, turistas e gentes da região. Mas nem só de vistas arrebatadoras e vinhos saborosos se faz o Douro: a gastronomia duriense é das melhores do país, com pratos deliciosos a que dificilmente se consegue resistir.

Por isso mesmo, se anda a pensar fazer umas férias no Douro, embarque num magnífico cruzeiro e navegue pelas águas plácidas deste famoso Rio até parar num dos muitos restaurantes da região para almoçar. Ou, se preferir, vá de carro, descobrindo restaurantes locais enquanto conduz pelas inesquecíveis estradas durienses com paisagens fantásticas. Por https://www.douro.com.pt/

José Moreira - Photography
José Moreira – Photography

Porto Património Mundial

O Centro Histórico do Porto tornou-se “um valor universal excecional”, assumindo uma importância cultural tão extraordinária que transcende as fronteiras nacionais e se reveste do mesmo carácter inestimável para as gerações atuais e futuras de toda a Humanidade.

Estação de São Bento – Porto

Uma região tão rica como o Douro, não estaria completa sem a sua vertente cultural, que vem, por um lado, registar de forma indelével a história do Douro, mas também partilhar as memórias das pessoas que moldaram esta terra e fizeram dela Património Mundial. Atualmente, o Douro conta com uma variada oferta de exposições, entre os Museus do Douro, de Lamego e do Côa.
Para os visitantes mais aventureiros, existem passeios em todo o terreno ou canoagem, mas também programas mais radicais, como descida de quedas de rio. Para um dia diversificado, o Naturwaterpark, perto de Sabrosa, é um parque aquático de diversões no Douro com atividades em plena natureza para adultos e crianças.
À noite, tem ainda a possibilidade de apreciar um agradável jantar à beira rio ou um espetáculo cultural numa das várias salas de eventos da região.

Follow admin:

Latest posts from

Leave a Reply